sexta-feira, 18 de agosto de 2017

O rei vai nu, mas quer fazer-nos acreditar que anda em fato de gala!

O saneamento básico e a rede de esgotos no concelho Marvão

Passados 31 anos desde a entrada de Portugal na União Europeia e a existência de diversos quadros de apoio comunitário para financiar a resolução destas situações, o concelho de Marvão continua com gravíssimos problemas na sua rede de esgotos, havendo mesmo diversos sítios onde continuam a correr a “céu-aberto”.

Veja-se, a título de exemplo, a foto em baixo, tirada a jusante da fossa séptica da localidade dos Barretos.





Tal como sucede em alguns locais da zona sul, a maior parte da encosta norte do concelho, entre a Abegoa e a Beirã, vive da modalidade de “fossas sépticas” (particulares e camarárias) em estado avançado de degradação; a ETAR do Tragasal funciona com graves deficiências; e a solução encontrada recentemente para a Beirã nada resolve.

A fauna, a flora, a rede de lençóis de água degradam-se ao longo de anos e anos de incúria, o cheiro é insuportável e, atrevemos-nos a dizer, aqui está um grave problema de saúde pública para o qual tem que se encontrar uma solução global.

Há mais de 20 anos que todas as candidaturas autárquicas vencedoras (8 anos de Manuel Bugalho - PS e 12 anos de Vítor Frutuoso - PSD) diagnosticaram este problema, prometeram a sua resolução nos diversos programas eleitorais (basta consultar), mas, até à data, se a situação não piorou, podemos afirmar, com elevado grau de certeza, que não melhorou.

Com exceção da candidatura do Marvão para Todos, todas as outras candidaturas às próximas eleições autárquicas têm responsabilidades nesta situação. E essas responsabilidades ultrapassam, em todas, mais de uma dezena de anos e de vários mandatos.

Urge resolver esta situação! O Marvão para Todos, se vier a ser governo nas próximas eleições autárquicas do dia 1 de Outubro, terá este problema como PRIORITÁRIO.

                                    A Coordenação da Candidatura do Marvão para Todos 

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

José Vaz é o candidato do Movimento Independente Marvão para Todos a Presidente da Junta de Beirã.


José Vaz tem 56 anos, nasceu na localidade de Barretos, freguesia de Beirã, é casado e pai de 2 filhos. Foi ao longo da sua vida profissional militar da GNR onde atingiu o Posto de Cabo-Mor, comandou o posto da corporação no concelho de Marvão, está actualmente na situação profissional de “reserva”.

José Vaz está ligado ao movimento associativo no Grupo Desportivo Arenense onde é membro da Direcção e responsável pela Secção de futsal; já foi candidato a Presidente de Junta da Freguesia de Beirã em 2013, é membro da Assembleia de Freguesia da Beirã e aceitou agora o desafio de ser o candidato do Movimento Independente Marvão para Todos à sua freguesia de naturalidade.





José Vaz aceitou este desafio à frente de uma vasta equipa de candidatos à Assembleia de Freguesia, constituída pelas seguintes pessoas:

- João Neves da Paz, 68 Anos, Técnico Oficial de Contas;
- Maria Batista Lopes Viegas, 66 anos, Aposentada;
- António Manuel Martins Mousinho, 57 Anos, Pedreiro;
- Elsa Maria Costa Branco da Paz, 47 Anos, Auxiliar de Serviços Gerais;
- Maria José Nabeiro Martins Andrade, 69 Anos, Reformada;
- Carlos José Neves Pereira, 46 Anos, Pedreiro;
- José João Seco Antunes, 50 Anos, Pintor;
- António José Maurício Fontelas, Operário Fabril;
- José Marias Viegas Costa, 41 Anos, Padeiro;
- Sílvia Cristina Batista Magro, 28 Anos, Auxiliar de Serviços Gerais;
- Helena Cristina Nunes da Silva, 22 Anos, Auxiliar de Saúde;
- João Daniel Cardoso Nabeiro, 22 Anos, Desempregado;
- Fernando Miguel Gaspar Andrade, 20 Anos, Estudante.


Esta candidatura não é contra ninguém, é uma alternativa independente e democrática para a freguesia de Beirã e respeitará todas as outras alternativas. Entre outras medidas esta candidatura propõe-se a:



domingo, 30 de julho de 2017

Orgulho e muito trabalho – O Marvão para Todos foi a primeira candidatura a ser entregue em Tribunal.

É com enorme satisfação que o Marvão para Todos informa todos os marvanenses que a nossa Candidatura a todos os órgãos autárquicos do concelho de Marvão já foi entregue no Tribunal da Comarca de Portalegre, no passado dia 27 de Julho.

Este Tribunal recebe todas as Candidaturas (quer as independentes quer as dos partidos e coligações) dos concelhos de Portalegre, Marvão, Arronches e Monforte. Sendo o prazo de entrega até ao dia 7 de Agosto, o Marvão para Todos, com planeamento e atempadamente, orgulha-se de ter sido o primeiro a realizar a entrega.

Com esta entrega culmina mais uma etapa deste longo processo, sem ostentações megalómanas, sem folclores de força pseudo-grupais, sem invasões do espaço privado e individual; mas com muito trabalho, ética e competência. 

Agora começa a última e a mais importante: a de apresentarmos as nossas propostas para o concelho a todos os marvanenses.

Mãos à obra, para que, no dia 1 de Outubro, os marvanenses possam escolher uma alternativa livre e independente que o Marvão para Todos representa!


A 1 de Outubro, escolha o "coração".

quinta-feira, 27 de julho de 2017

João Bugalhão é o candidato do Movimento Independente Marvão para Todos a Presidente da Junta de São Salvador da Aramenha



João Bugalhão tem 60 anos, é natural da freguesia de Santo António das Areias, divorciado e pai de uma filha. É Licenciado em Enfermagem, Especialista em Enfermagem de Saúde Pública, e pós-graduado em Gestão de Unidades de Saúde. Está aposentado desde 2010.

João Bugalhão fez ao longo da sua vida diversas coisas: começou a trabalhar aos 12 anos na antiga Celtex em SA das Areias; trabalhou no ramo da metalomecânica no concelho de Sintra durante 7 anos; fez e completou os estudos secundários sempre como trabalhador-estudante; foi Oficial Miliciano do Exército; e exerceu Enfermagem durante 26 anos nos Centros de Saúde de Marvão, Portalegre e Arronches.

Das suas actividades sociais e comunitário destacam-se: Treinador de Futebol de todos os escalões do Grupo Desportivo Arenense durante 20 anos; Presidente da Direcção do mesmo clube durante 3 mandatos (6 anos) e Presidente da Mesa da Assembleia durante 2 anos. Membro fundador e pertencente à 1ª Direcção dos Bombeiros Voluntários de Marvão. Membro da Assembleia Municipal entre 2001 e 2011-

Actualmente está aposentado e pretende colocar a sua disponibilidade e experiência de vida ao serviço da freguesia de São Salvador. Apesar de residir actualmente em Portalegre, compromete-se, se vier a ser eleito, a estar presente diariamente e em permanência ao serviço da freguesia, sendo, dos candidatos conhecidos até ao momento o único que pode oferecer essas condições.

A restante Equipa de Candidatos à Assembleia de Freguesia de SS da Aramenha é constituída pelas seguintes pessoas:

- Manuel António Garção, 51 anos, morador na Escusa, Bate Chapas e Empresário do ramo automóvel;

- Ana Paula Milho, 44 anos, moradora na Portagem, Auxiliar de Serviços Gerais na S. C. da Misericórdia de Marvão;

- José Francisco Rolo, 69 anos, morador na Portagem, Reformado Bancário;

- Rui Miguel Canuto, 36 anos, morador em Alvarrões, Distribuidor de Gás;

- Laura Cristina Santos, 20 anos, moradora em Alvarrões, Estudante Universitária;

- Joaquim Garção Simão, 68 anos, morador em Alvarrões, Reformado do ramo agrícola;

- Hermínio Alegria, 64 anos, morador em Escusa, Reformado do ramo da distribuição;

- Filipa Alexandra Gavancha, 26 anos, moradora em Porto da Espada, Auxiliar de Geriatria;

- Pedro Miguel Santo, 32 anos, morador em Portagem, Trabalhador Independente;

- Nuno Miguel Garção, 39 anos, morador em Porto da Espada, Cortador;

- Maria da Conceição Pires, 60 anos, moradora em Portagem, Reformada;

- Nuno Miguel Trindade, 22 anos, morador em Alvarrões, Auxiliar de Geriatria;

- Natália Batista, 44 anos, moradora em Jardim, Auxiliar de Serviços Gerais;

- Nelson Ceia, 22 anos, morador em Alvarrões, Operador de Supermercado.



Candidatos à Assembleia de Freguesia de SS da Aramenha: João Bugalhão, Manuel António Garção e Paula Milho, acompanhados do cabeça de lista à Assembleia Municipal de Marvão Fernando Bonito Dias e a candidata a presidente da Câmara de Marvão Teresa Simão.


Esta é uma Candidatura que assenta num projecto de mudança sustentada, tendo em conta e respeitando tudo e todos aqueles que contribuíram para que o nosso território e as nossas gentes sejam aquilo que são. 

É uma candidatura que pretende, com base nas sinergias reais e potenciais, elevar a freguesia ao estatuto que merece: a maior e mais populosa freguesia do concelho de Marvão. 

Uma candidatura que sobretudo pretende somar vontades e resolver problemas.


As nossas ideias e propostas iniciais a desenvolver durante o mandato serão, entre outras, as seguintes:

Ideias e propostas Gerais:

- Promover uma articulação de permanente colaboração com a CM de Marvão, a fim de favorecer o bem-estar de todas as populações da freguesia;

- Manutenção dos postos de trabalho e criação de novos em estreita colaboração com o Centro de Emprego de Portalegre;

- Gestão, manutenção e animação dos espaços públicos da freguesia;

- Colaborar em articulação com a CM na limpeza e manutenção dos caminhos rurais da freguesia;

- Colaborar e apoiar todas as associações da freguesia;

- Fomentar parcerias entre as Instituições de Apoio Social na freguesia

Propostas Específicas:

- Criar e organizar anualmente o “Dia da Freguesia”, enquanto data de união e convívio entre todos os naturais, habitantes e simpatizantes da freguesia;

- Concretizar a legalização para património da Junta do Edifício da Sede;

- Colaborar e Liderar o processo de legalização de propriedade dos terrenos geridos pela Comissão de Festas dos Alvarrões;

- Fomentar a criação de uma Associação de Operadores da Restauração e Hotelaria da freguesia com vista a potenciar o turismo na freguesia;

- Dinamizar as noites de verão da Portagem com programas culturais e de convívio;

- Apoiar e colaborar com as comissões de festas tradicionais;

- Criar o "cabaz do bebé " para recém-nascidos naturais da freguesia como forma de incentivar e premiar a natalidade;

- Organizar, no início dos anos lectivos, uma actividade convívio de boas vindas e integração para actuais e novos professores do agrupamento escolar sediado na freguesia; 

- Promover e organizar um Concurso anual de prova de vinhos;

- Dinamizar a Sociedade da Portagem em colaboração com a Direcção: Recriação dos antigos bailes;

- Organizar anualmente um festival de acordeonistas;

- Organizar anualmente a tradicional "matança do porco" com lucros a reverter para as Instituições Sociais da freguesia;

- Protocolar com o Município de Marvão a gestão do parqueamento automóvel na Portagem;


                     Os candidatos do Marvão para Todos à Assembleia de Freguesia de SS da Aramenha

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Francisco Nunes é o candidato do Movimento Independente Marvão para Todos a Presidente da Junta de SA das Areias



Francisco Nunes, o popular “Chico Barril” como é conhecido por todos, é o candidato do Movimento Independente Marvão para Todos a Presidente da Junta de SA das Areias.


Francisco Nunes tem 58 anos, é natural do concelho de Portalegre mas está radicado em Santo António das Areias há cerca de 40 anos, freguesia onde casou, que escolheu para viver e é pai de 2 filhos.

O Chico, apesar da sua incapacidade física, já fez quase tudo na vida: pedreiro, barbeiro, empregado de balcão, massagista, motorista, assistente operacional na área da saúde, etc.; mas onde sem tem notabilizado é na sua arte ligada à cozinha, nomeadamente, um exímio assador de suínos, que são a delícia gustativa de muitos marvanenses. 





À beira da sua reforma profissional, o Chico quer continuar a servir a sua comunidade e chegou agora a hora de se apresentar como candidato a Presidente de Junta da sua Freguesia adotiva à frente de uma vasta equipa de bons arenenses candidatos à Assembleia de Freguesia, dos quais destacamos:

- Pedro Vaz, 33 anos, Operador de Máquinas;
- Ana Isabel Gavancha, 43 anos, Assistente Administrativa;
- José Manuel Silva, 57 anos, Ferroviário;
- Luís Carlos Andrade, 27 anos, Empregado de Balcão;
- Ana Rita Nunes, 29 anos, Empregada de Balcão;
- Manuel Pires Dias, 81 anos, Reformado;
- Catarina Isabel Gavancha, 27 anos, Auxiliar de Serviços Gerais;
- Francisco José Batista, 50 anos, Pedreiro;
- Rosa Caldeira, 59 anos, Empregada de Agência Funerária;
- Pedro Bengala Martins, 29 anos, Desempregado;
- Natália Diogo, 35 anos; Auxiliar de Serviços Gerais;
- Vítor Fernandes Alves, 51 anos, Produtor agrícola;
- Cristina Roque da Paz, 44 anos, Operadora de Máquinas;
- Tiago Maia, 26 anos, Vendedor de Pão;
- Natália Andrade, 34 anos, Enfermeira;
- João Ricardo Carlos, 25 anos, Barbeiro;
- Carla Madeira, 21 anos, Estudante.

Esta candidatura não é contra ninguém, é uma alternativa independente e democrática para SA das Areias e respeitará todas as outras alternativas. Entre outras medidas esta candidatura propõe-se a:

- Colaborar com a Câmara Municipal nas atribuições conjuntas;
- Representar todos os arenenses na resolução das suas necessidades;
- Criar e celebrar o dia da Freguesia enquanto data de união e convívio entre todos os arenenses;
- Apoiar e colaborar com todas as associações e comissões de festas da Freguesia;
- Assegurar atempadamente a limpeza e manutenção dos caminhos rurais;
- Garantir e colaborar na limpeza e embelezamento de todas as povoações da Freguesia;
- Implementar um roteiro turístico de Choças e Fornos;
- Construir um telheiro e acesso para pessoas com mobilidade reduzida na casa mortuária;
- Incentivar a natalidade e apoiar os recém-nascidos da Freguesia;
- Afectar a carrinha da Junta às necessidades de funcionamento da Instituição. 


                                                     Os candidatos à Assembleia de Freguesia de SA das Areias


terça-feira, 4 de julho de 2017

A instrumentalização partidária de algumas Associações do concelho de Marvão


Uma instrumentalização inaceitável!

Além do trabalho de preparação do complexo processo de candidatura, o Movimento Independente “Marvão para Todos” tem vindo a auscultar as associações do concelho. Nalguns desses contactos, e noutros de âmbito individual, foi-nos transmitida a preocupação com a partidarização evidente em algumas das mais importantes instituições de cariz social do nosso concelho.

Essas instituições desenvolvem uma missão fulcral na proteção daqueles que mais precisam - os idosos. Por isso, julgamos que não devem deixar-se manipular pelas máquinas partidárias. Todos aqueles (directores, colaboradores, etc) que contribuíram para o nascimento e desenvolvimento dessas instituições, a população em geral e, sobretudo, os idosos que dela “dependem” não merecem essa instrumentalização.

Para além do actual executivo ter feito algum aproveitamento partidário em algumas associações em todo o mandato, temos assistido, ultimamente, com alguma perplexidade à utilização da imagem de algumas Associações na promoção de candidaturas partidárias.   

O Movimento Independente “Marvão para Todos” repudia, assim, toda a manipulação política dessas importantes instituições do concelho, pois considera que as mesmas devem ser completamente independentes, concentrando as suas energias na defesa dos seus superiores interesses e, principalmente, dos seus utentes.

Às instituições políticas, consideramos, cabe apenas e só o papel de apoiar incondicionalmente e, porventura, contribuir para a melhor organização possível das mesmas por todo o território marvanense. Os dirigentes associativos que se encontram a disputar as presentes eleições autárquicas devem discernir, muito bem, onde acaba o seu papel de dirigentes associativos e onde começa o seu papel de candidatos, para não inquinarem mais a democracia.   

Incitamos assim, todos os marvanenses a estarem atentos, a denunciarem e repudiarem estas situações que em nada dignificam a política marvanense. O Marvão para Todos não hesitará, futuramente, em denunciar publicamente estas situações.


                                                   A Coordenação do Marvão para Todos

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Afinal quantos Movimentos Independentes há em Marvão?

Numa notícia, no mínimo estranha, divulgada pela candidatura da coligação CDS/PPM “Viver Marvão” ao DN, mas também à impressa local desta semana, apelida-se aí a candidatura de José Manuel Pires de “Movimento Independente”, ao mesmo nível formal da Candidatura do Movimento Independente “Marvão para Todos”. Isto na sequência do que o próprio tem vindo a vincular.

Esclarecendo….


De acordo com a Lei Eleitoral, quem pode concorrer às eleições autárquicas são:
- Os partidos políticos;
- As coligações de partidos políticos (que escolhem uma denominação);
- E os Grupos de Cidadãos Eleitores (GCE), normalmente chamados de “Movimentos Independentes” (http://www.cne.pt/faq2/96/5).

Como bem sabemos, e os marvanenses se têm apercebido, a constituição formal de um grupo de cidadãos eleitores (Movimento Independente) exige várias formalidades, entre as quais a recolha de assinaturas que, no caso do concelho de Marvão, são no mínimo 250 para a Câmara, mais 250 para a Assembleia Municipal e mais 50 para cada uma das Juntas de Freguesia; e ainda a apresentação de um símbolo próprio.

No último parágrafo de uma notícia recentemente vinculada pelo mesmo jornal (http://www.dn.pt/portugal/interior/amp/autarquicas-conselho-nacional-do-cds-aprova--37-coligacoes-8484673.html), podemos verificar que a candidatura “Viver Marvão”, liderada por José Manuel Pires, é uma coligação dos partidos políticos “CDS” e “PPM”, liderada pelo primeiro.

Ora, das duas uma…, ou José Manuel Pires ainda constituirá um Grupo de Cidadãos Eleitores (Movimento Independente), com símbolo próprio e todas as formalidades exigidas pela Lei e então poderá anunciar nos jornais que existem em Marvão 2 Movimentos Independentes ou, se isso não acontecer e surgirem nos boletins de voto os símbolos dos dois partidos referidos, seguidos da denominação “Viver Marvão”, conclui-se que anda a esconder deliberadamente que a sua candidatura é uma “coligação de partidos políticos”, e anda já a enganar os marvanenses!

O Marvão para Todos, única candidatura independente no concelho de Marvão, incita assim,  publicamente, José Manuel Pires a respeitar e não se confundir com a única Candidatura Independente do concelho de Marvão e, se se quer assumir como “independente”, a cumprir a Lei e os seus preceitos, nomeadamente, a criação de símbolo próprio e a recolha das 250 assinaturas de marvanenses residentes. Se assim o não fizer assuma que a sua Candidatura é “partidária” e não independente.

Aproveitamos ainda para comunicar a essa candidatura que, o Marvão para Todos, não hesitará em denunciar essa situação junto das instâncias próprias, nomeadamente, a Comissão Nacional de Eleições.

A bem da verdade e transparência. 

                                                            Marvão, 28 de Junho de 2017

                                                    A Coordenação do Marvão para Todos

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Perguntas e respostas sobre o MpT (8)

Pergunta 8 – As assinaturas ou os nomes das pessoas que assinam para viabilizar a candidatura do Marvão para Todos, enquanto Movimento Independente, são expostas ou divulgadas publicamente?


Resposta: Não. As assinaturas recolhidas para viabilizar as candidaturas dos Grupos de Cidadãos Eleitores, como é o caso do Marvão para Todos, são sigilosas e apenas delas têm conhecimento as pessoas que assinam e os elementos do Marvão para Todos que as recolhem e que depois terão de as entregar em sede própria para formalizarem a candidatura. 

Os marvanenses podem ficar descansados que em caso algum, essas assinaturas, serão do conhecimento do domínio público.
  

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Marvão para Todos participa no Encontro da AMAI (Associação Nacional dos Movimentos Autárquicos Independentes)


No passado sábado dia 27/5, a Coordenação do Marvão para Todos, participou no Encontro dos Movimentos Independentes/Grupos de Cidadãos Eleitores de todo o país, que se realizou na cidade de Portalegre.

Estiveram presentes mais de duas dezenas de Movimentos e cerca de 110 participantes, houve uma grande troca de experiências onde aferimos estar no bom caminho e deu para verificar que, a Candidatura do Marvão para Todos é uma das mais adiantadas no seu processo.




No final foi emitida a seguinte Nota de Imprensa:


quinta-feira, 25 de maio de 2017

Excerto da intervenção de Fernando Bonito Dias, cabeça de lista do Marvão para Todos à Assembleia Municipal de Marvão, em 6/5/201


Boa tarde, minhas senhoras e meus senhores. Quero agradecer a presença de todos vós nesta Apresentação do Movimento Independente “Marvão para Todos”. Acreditem, é uma presença muito importante!

Não sendo nós políticos de profissão, hoje, nesta apresentação, estamos aqui a realizar uma ação política! Porque, por vezes, envolve motivações e comportamentos menos dignos, a política origina em muitos sentimentos de repulsa; de afastamento. Contudo é importante lembrar que, vivendo nós em comunidade, é através da ação política que se tomam importantes decisões; importantes escolhas; na gestão da vida dessa mesma comunidade.

Se por causa desses comportamentos menos dignos aqueles que são pessoas livres, honestas e competentes se afastarem da política a quem ficarão entregues as tais escolhas? As tais decisões? Enfim, a gestão da comunidade. Da nossa comunidade! Da nossa terra! E, nesse cenário, a democracia sai defendida?

É, porventura, nesta reflexão que se baseia a primeira razão de aqui estarmos hoje, a apresentar uma candidatura independente às eleições autárquicas de Marvão.

(..)
No “Marvão para Todos” sentimos o confronto político que agora vivemos (e que culminará nas eleições de 1 de Outubro) como algo perfeitamente normal e saudável em democracia. Para nós, isto não é uma guerra, nem se trata de combates pessoais. Haverá, com certeza, gente de que gostamos em todas as listas; gente que consideramos; de quem somos amigos ou até familiares! Aproveito, desde já, para enviar um cumprimento cordial e democrático a todos os candidatos das outras listas. Há pessoas que estimo em todas elas!

(..)
Para a Assembleia Municipal (AM) apresentamos uma equipa que muito me orgulho de encabeçar!

(..)
Apresentamos gente com muita experiência autárquica e gente que estará nesta atividade pela primeira vez; apresentamos jovens e menos jovens; temos a comunidade estrangeira representada (comunidade que, pensamos, deve ser ouvida e acarinhada); enfim, apresentamos gente com diferentes sensibilidades.

(..)
E, acima de tudo, apresentamos gente com elevado sentido crítico. Gente capaz de “pensar pela sua cabeça” na defesa das melhores soluções para o seu concelho. Por isso, com o “Marvão para Todos” comprometemo-nos a defender uma AM com características completamente antagónicas à que temos tido nos últimos anos!

Com o Movimento Independente teremos, seguramente:

- Uma AM que procurará envolver a comunidade, realizando-se às 20.00h e, face à dispersão do concelho, realizando-se pelo menos uma vez por ano em cada uma das outras freguesias (Beirã, SAA e SSA).

- Uma AM em que os seus membros serão ativos, terão autonomia para apresentar as suas ideias e para votar, cada assunto, de acordo com a sua consciência.

- Uma AM transparente. Em que todos terão sempre oportunidade de se expressar; membros de todas e forças ali representas e o público, de acordo com o Regimento.

- Uma AM dominada e gerida pelos seus membros, de acordo com o Regimento, e não pelo poder executivo vigente.

Este é o meu compromisso! Este é o compromisso da Equipa da AM!


Nota: O discurso na integra pode ser lido aqui

domingo, 21 de maio de 2017

Fotoreportagem da apresentação da candidatura do Marvão para Todos


- Momentos da recepção aos convidados







- Nuno Pires faz a introdução da sessão



- Vista panorâmica da assistência




- Intervenção de Adelaide Teixeira, representante do CLIP e presidente da Câmara de Portalegre, eleita num Movimento Independente


- Manuel Dias: mandatário das pessoas idosas que, não podendo estar presente, enviou uma mensagem


- Intervenção de Ana Garção: mandatária para a juventude



- Intervenção de João Manuel Lança: mandatário da Candidatura e Mandatário para as pessoas em idade adulta



- Momento da intervenção de Fernando Bonito Dias: cabeça de lista à Assembleia Municipal



- Momento da intervenção de Teresa Simão: candidata a presidente da Câmara Municipal de Marvão




- Equipa de candidatos à Câmara Municipal



- Equipa de candidatos à Assembleia Municipal



- Equipa de candidatos à Assembleia de Freguesia da Beirã, acompanhados pelos cabeça de lista à Câmara e à Assembleia Municipal



- Equipa de candidatos à Assembleia de Freguesia de Santa Maria, acompanhados pelos cabeça de lista à Câmara e à Assembleia Municipal




- Equipa de candidatos à Assembleia de Freguesia de Santo António das Areias, acompanhados pelos cabeça de lista à Câmara e à Assembleia Municipal



 - Equipa de candidatos à Assembleia de Freguesia de São Salvador da Aramenha, acompanhados pelos cabeça de lista à Câmara e à Assembleia Municipal.




- Cabeças de lista à Câmara e à Assembleia Municipal e os mandatários da juventude e das pessoas em idade adulta



- Foto do conjunto dos candidatos a todos os órgãos autárquicos do concelho de Marvão



A Coordenação do Marvão para Todos deixa um agradecimento a todos os presentes.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Tópicos principais da intervenção de Teresa Simão, candidata a presidente da Câmara Municipal de Marvão, no dia da apresentação da Candidatura do Marvão para Todos.

- Quem somos:

“Nas equipas que agora apresentamos e ao longo das nossas vidas, todos temos contribuído abnegadamente para dinamizar e melhorar as condições de vida do concelho que nos viu nascer e crescer ou em que vivemos, quer seja integrando as diversas associações do concelho, quer seja individualmente. Na verdade, o concelho de Marvão tem estado sempre presente nas nossas vidas!”

- Um percurso de princípios e crescimento:

“É com muito orgulho e muita satisfação que, cerca de um ano e meio depois da apresentação do nosso Movimento Independente, em Outubro de 2015, aqui estamos para dar cumprimento à nossa palavra e apresentar as equipas candidatas aos diversos órgãos autárquicos e, mais, avançar já com algumas propostas para vir a renovar e melhorar a qualidade de vida dos marvanenses e de todos aqueles que elegem o nosso concelho para trabalhar, residir ou simplesmente passear!”
(..)
“Desde a nossa apresentação pública, muito trabalho foi desenvolvido, o grupo foi francamente ampliado e, todos juntos, temos contribuído para construir a identidade que atualmente nos orgulhamos de ter, bem como traçar um projeto sólido a apresentar aos marvanenses que é seguramente uma forte alternativa ao poder instituído.”
(..)
“Só trabalhando em equipa, com amizade, lealdade, competência, dedicação e muita entrega a esta causa foi possível chegarmos a esta fase.”

- Os Movimentos Independentes, a democracia e a cidadania:

"Do Dr. Rui Moreira, atual presidente da Câmara Municipal do Porto, eleito por um movimento independente, recebemos a seguinte mensagem:

“As candidaturas independentes são uma afirmação da cidadania e estou certo de que o vosso movimento irá contribuir para o aprofundamento da democracia em Portugal.”

Sem dúvida, é respeitando as bases da democracia, e sempre em equipa, que contamos gerir o desenvolvimento do nosso concelho de forma integrada, cumprindo rigorosamente a lei e tratando todos os munícipes de igual modo.”

- A candidata Teresa Simão:

“No meu caso pessoal, há muito que trabalho desinteressadamente em prol da valorização de Marvão, em concreto, e do Alto Alentejo e da raia em geral, essencialmente na sua componente de Património Imaterial. Agora aceitei encabeçar a lista candidata à Câmara Municipal de Marvão em nome do amor que sempre tive pela minha terra e também porque senti que não podia deixar de responder aos apelos não só dos membros da equipa a que pertenço, mas também dos muitos marvanenses que nos últimos tempos me foram incentivando a fazê-lo.”

- Com o que nos comprometemos:

“O Programa de Ação para o concelho, em geral, e para as freguesias, em concreto, está a ser construído com o apoio de todos. No Marvão para Todos, a opinião de Todos é verdadeiramente importante! 
Deixo entretanto dois grandes pilares que nortearão a nossa atuação: as pessoas e o desenvolvimento sustentável.


A- Preocupação permanente com as pessoas e as suas necessidades, nomeadamente:

1 – Devolver aos marvanenses os princípios básicos da democraticidade e da liberdade que cultivam um verdadeiro contexto de identidade comunitária marvanense. Lutar contra o clima de medo instalado e estimular uma comunidade aberta, criativa e de confiança entre todos;
           
2 – Melhorar a mobilidade no concelho: Por exemplo, é necessário implementar um circuito de transporte e acompanhamento dos munícipes mais dependentes para as diversas instituições, bem como fazer chegar serviços descentralizados da câmara às freguesias…

3 - Garantir o saneamento básico a todos os munícipes: Esta será uma das principais prioridades do Marvão para Todos;

4 – Contribuir para a melhoria dos cuidados de saúde: Trabalhar em colaboração com a ULSNA e com operadores privados, com a finalidade de melhorar a prestação de cuidados a todos os marvanenses, inclusivamente, proceder à contratação de técnicos que sejam carentes no concelho é um dos nossos projetos;

5 – Ensino e educação: Trabalhar em cooperação com o agrupamento local e as instituições escolares que recebem os jovens marvanenses no prosseguimento dos seus estudos. Por exemplo, criar um modelo estruturado de apoio a todos os estudantes que frequentem o sistema de ensino fora do concelho, de que fará parte a atribuição de passes sociais gratuitos, bem como a implementação mais alargada de bolsas de estudo no ensino superior;

6 – Apoio social: Colaborar na constituição de uma “Federação” das Instituições de Apoio Social do concelho de Marvão, com vista a melhorar os cuidados de apoio social e a partilhar recursos é um dos nossos projetos;

7 – Serviços de apoio aos munícipes: Implementar o princípio de que os serviços camarários fazem parte da resolução de problemas dos munícipes e que não se deverão apresentar como mais um entrave e um condicionamento aos mesmos;


B – Criar condições para um desenvolvimento económico sustentável:

1 – Investir fortemente na marca Marvão: Dinamizar a certificação de produtos agrícolas, contribuir para facilitar o seu escoamento, no fundo, rentabilizar o potencial agrícola do nosso concelho, gerando emprego e receitas. Logo, potenciando a fixação de pessoas;

2 - Preservar e desenvolver o património edificado e natural que nos diferencia: Por exemplo, implementar uma rede organizada de circuitos pedestres por todo o concelho;

3 - Promover o diálogo e a cooperação entre a câmara e os “operadores” turísticos: Ser agente facilitador (e promotor) nos projetos estruturantes;

4 –Valorizar a marca Nordeste Alentejano e Valência de Alcântara: continuar e reforçar a cooperação efetiva com os concelhos vizinhos;

5 – Dinamizar um gabinete de apoio às empresas: Este deverá ser um facilitador de informação especializada a facultar aos empresários, para que estes consigam ultrapassar mais facilmente os entraves que lhes surgem e desenvolver os seus projetos com sucesso. O sucesso dos nossos empresários representa uma garantia acrescida de emprego, riqueza e bem-estar, ajudando, assim, a fixar pessoas no concelho.

A nossa prioridade é a nossa terra e as nossas gentes e que será em prol disso que trabalharemos em exclusividade!

Contem comigo e com as equipas aqui hoje apresentadas!

Juntem-se a nós e ajudem-nos a contribuir para o sucesso desta candidatura! No fundo, ajudem-nos a ajudar-vos futuramente!

Nota: Quem quiser ler o discurso na íntegra pode consultá-lo aqui.